Freezer Veuve Clicquot

Só que faltava mesmo.

“Dez anos atrás, Veuve Clicquot estava revolucionando o consumo de champanhe com seus Clicquot Icebox. Permitia-se então saborear uma das bebidas clássicas favoritas na temperatura ideal. Partir de então, Veuve Clicquot decidiu repensar a cada ano sua coleção coolbox, a fim de oferecer a liberdade de consumir champagne qualquer momento em qualquer lugar.”

Leia matéria na íntegra: [+info]

Anúncios

Veuve Clicquot – a Viúva Clicquot

resize-1.php

Curiosidades:

Por incrível que pareça, o nome da empresa, Veuve Clicquot (Viúva Clicquot em francês), não foi criado após a madame Clicquot ficar de fato viúva. Um pouco macabro, mas a denominação foi herdada por seu marido, François Clicquot, de seu pai Philippe Clicquot-Muiron, fundador da marca. Um detalhe: a empresa surgiu em 1772, no entanto, só decolou após a madame Clicquot ficar viúva em 1805, 33 anos depois.  

resize.php


Teorias da conspiração a parte, a marca Veuve Clicquot cresceu e hoje tem o selo de autorização real da Rainha Elisabeth II para comercialização do champanhe na Grã-Bretanha. A madame morreu em 29 de julho de 1866, deixando uma empresa de sucesso, que atualmente é comandada pela neozelandesa Cloudy Bay Vineyards.


O livro:

A trajetória da dona da Veuve Clicquot, uma das casas de champanhe mais famosas do mundo, é contada pela historiadora e professora Tilar J. Mazzeo no livro “A Viúva Clicquot”, lançado recentemente no Brasil pela editora Rocco.

Trechos, imagens e mais informações do site e no site do MSN Estilo de Vida.

LPM/designer