Tilt-Shift da Lucas de Oliveira – Não é maquete!

A nova tendência e febre é a linguagem visual Tilt-Shift. Uma linguagem que transforma o que é real em maquete. Na verdade “engana”o olho. Assim como em alguns anos atrás surgiu o “trompe l oeil” (“engana o olho” – termo em francês) nos mostravam pinturas que pareciam ser realidade. Agora o Tilt-Shift nos leva através do caminho oposto: o real parecendo irreal. As características são simples e básicas pra quem trabalha com imagem. Você pode usar uma lente especial, montar uma ou proceder assim em softwares de manipulação de imagem (ex. Photoshop) ou vídeo. Como eu não possuo câmera ou lentes profissionais (apenas uma câmera semi-pro) resolvi manualmente. Explico como fiz:

Primeiro temos um desfoque periférico, somente o que está bem ao centro tem foco – isto remete à fotos tiradas em modo “macro” nas câmeras. Como as fotos que se tiram de miniaturas, de objetos muito pequenos ou com uma aproximação de centímetros ou milímetros da lente.

Segundo temos um alto contraste. As cores são vivas, assim como todos os brinquedos e produtos produzidos artificialmente. A luz artificial também traz este resultado.

Agora em terceiro lugar temos outro detalhe que alguns artistas não utilizam: há um leve tom escurecido radialmente gradual ao se afastar do centro. Assim como o foco, quanto mais longe dele (foco – centro e assunto da foto) mais escuro e mais fora de foco será. Porém o foco tem uma diferença gritante, ao passo que o tom mais escuro é muito suave. Não é obrigatório para o efeito, auxilia em alguns casos.

Além disto temos um quarto e último ponto que podemos resumir esta técnica: no caso de vídeo, além de todos estes passos ainda temos que ter uma reprodução não linear. Como não sou do ramo do vídeo, não saberei explicar de forma tecnicamente clara.

Aqui coloco 2 imagens que fiz em Porto Alegre, na Lucas de Oliveira. A primeira sem efeito e sem tratamento nenhum (tirada com máquina portátil). A segunda com efeitos e tratamento dado no Photoshop.

Mais sobre isto na sequência.

Caso seja interessante posso passar umas dicas num próximo post.

+info

LPM/designer


Lucas de Oliveira – nov/09 – Porto Alegre / RS (sem efeito)


Lucas de Oliveira – nov/09 – Porto Alegre / RS (COM efeito)


Imagem da internet [+info]

Vídeo do YouTube [+info]

Vídeo do YouTube

Ícones – parque temático

Este post mostra alguns ícones que desenvolví para um cliente da agência, a pedido de meu colega que é quem cria todo material gráfico do parque. São ícones que serão utilizados como apoio em anúncios, folders, material gráfico em geral. É um parque temático.

fazenda

Num primeiro momento foi rabiscado os desenhos a lápis, passado a limpo com caneta (não deixe de conectar os traços, feche todas as figuras).

iconesAguaScan

Apaga-se o lápis que fica por baixo. Ao digitalizar a imagem, abra no photoshop, passe a imagem para tons de cinza. Ela vai ficar bem menor (peso da imagem em kbytes). Trate nas curvas, brilho e contraste a ponto de tirar o ruído que ficou do papel. Cuidado para não deixar o traço muito fino nem deixar espaços abertos. Isto é importante quando fores vetorizar o desenho. Salve como jpg com qualidade. Esta é a parte que compete à imagem. Agora é tudo com o illustrator.

Importe no Illustrator a imagem e aplique o “live trace”. Configure pra que o traço fique o mais homogêneo possível e com o mínimo de ruídos. Expanda após achar a melhor configuração. O próximo passo é selecionar o desenho todo e aplicar o “Live Paint”. Agora, após aplicado este comando, selecione a ferramenta “Live Paint Bucket” e (dando umas tintas) vá pintando o desenho com simples cliques. Ao posicionar a ferramenta em cima do desenho com “Live Paint”, toda área a ser pintada ficará selecionada em vermelho. Apenas dê um clique. Vá trocando as tintas com as setas ou mudando a graduação diretamente nas palhetas e divirta-se. Depois é só criar as molduras, aplicar o desenho em cima e pronto!

AguaIcons2Claro que você pode encrementar com alguns brilhos e transparências. Todos efeitos que o Illustrator nos ajudam a criar ilustrações maravilhosas.

Espero que gostem. Abraço a todos.

LPM/designer

Semana Farroupilha Tchê – Como montar um email Marketing

Lembrando do tema da Revolução Farroupilha, envolve luta, guerra e uma lembrança histórica. Não necessariamente tenha que ser algo de “orgulho” ou “vitória”, mas algo que fique registrado como acontecimento.

Neste caso é mais fácil pois temos o brasão que contém a bagagem visual de informação que precisamos.

Então temos que colher algumas imagens para montar o material.

1. Fundo

1189310_66449473

2. Espadas ou facas (de época)

608076_30543888

3. Selo Farroupilha

logo_sf08_v9

4. Bandeira do Estado

5. Uma chamada ou texto que “amarre” o conteúdo.

6. Coloque tudo num mesmo ambiente (Photoshop), aplique os filtros de luz na madeira, “bevel and emboss” dando entalhe no logo Farroupilha, dê sombras e saliência nos facões, distorça a bandeira e aplique uns brilhos e sombras, coloque o logo do cliente e….este é o resultado:

09-09 Semana Farroup webm v2b copy

Convite de Aniversário 2 – Dicas de como montar um

Aqui mais umas dicas para a criação de um convite de aniversário. Rápido e direto. Simples assim:

1. Escolha um tema, neste caso foi Leão e selva.

2. Escolha as imagens que se enquadrem.

a) Foto do aniversariante (me afilhado). Pedí uma que ele estivesse usando um boné que meu pai (avô dele) chama de “Boné de Legionário”

DSCF2939

b) Procurei uma foto com leão que possa encaixar na foto escolhida do afilhado:

756260_85405062

c) Lembrei da revista National Geographic, pensei em fazer uma capa. Na internet achei uma para inspirar:

capaNATIONAL

d) Uma textura de madeira, bússola, mapa, papel amassado, manchas de café (dignos de expedicionários em ação):

1201027_oak_panelBAIXA649877_compass_2baixa1009365_32755031bx

e) Para as manchas de café baixei a fonte Cafeina Dig em DaFont.com : (+info)

3. Monte tudo numa imagem só para a capa:

capa rafa national BX

4. Monte um ambiente e traga a imagem que criaste da capa e todas as outras. Aplique filtros de luminosidade no Photoshop e crie sombras observando a direção da luz para que os brilhos sigam a mesma inclinação diagonal:

na mesa convite rafa 2009blog

Este foi o resultado final!

Abraço a todos.

LPM/designer